As imagens de Gaza após a pior noite de bombardeios

Um homem apaga as chamas de um incêndio provocado por um forte bombardeio em Gaza, em 30 de julho de 2014.
Um homem apaga as chamas de um incêndio provocado por um forte bombardeio em Gaza, em 30 de julho de 2014.MOHAMMED ABED (AFP)
Vista desde o interior da mesquita de Gaza, que ficou completamente destruída durante os bombardeios, em 30 de julho de 2014.
Vista desde o interior da mesquita de Gaza, que ficou completamente destruída durante os bombardeios, em 30 de julho de 2014.MAHMUD HAMS (AFP)
Uma equipe de resgate ajuda a retirar o corpo de uma mulher entre os escombros de sua casa em Gaza, em 30 de junho de 2014.
Uma equipe de resgate ajuda a retirar o corpo de uma mulher entre os escombros de sua casa em Gaza, em 30 de junho de 2014.IBRAHEEM ABU MUSTAFA (REUTERS)
Vários palestinos passam sob o mirante de uma mesquita, que desmoronou e destruiu a fachada de uma casa na cidade de Gaza, em 30 de julho de 2014. A mesquita foi um dos alvos dos bombardeios do Exército israelense na noite passada.
Vários palestinos passam sob o mirante de uma mesquita, que desmoronou e destruiu a fachada de uma casa na cidade de Gaza, em 30 de julho de 2014. A mesquita foi um dos alvos dos bombardeios do Exército israelense na noite passada.OLIVER WEIKEN (EFE)
Um homem procura algo entre os escombros da escola da ONU, bombardeada no campo de refugiados de Yabalia, em 30 de julho de 2014. As Nações Unidas asseguram que milhares de pessoas estavam nas instalações quando os projéteis explodiram.
Um homem procura algo entre os escombros da escola da ONU, bombardeada no campo de refugiados de Yabalia, em 30 de julho de 2014. As Nações Unidas asseguram que milhares de pessoas estavam nas instalações quando os projéteis explodiram.MARCO LONGARI (AFP)
A escola da ONU, no campo de refugiados de Yabala.
A escola da ONU, no campo de refugiados de Yabala.Reuters (Mohammed Salem)
Alguns animais mortos nas proximidades do colégio-refúgio, no campo de refugiados de Yabalia, em 30 de julho de 2014.
Alguns animais mortos nas proximidades do colégio-refúgio, no campo de refugiados de Yabalia, em 30 de julho de 2014.Mahmud Hams (AFP)
Um palestino chora ao ver o corpo de um familiar morto durante um bombardeio no norte de Gaza, em 30 de julho de 2014.
Um palestino chora ao ver o corpo de um familiar morto durante um bombardeio no norte de Gaza, em 30 de julho de 2014.FINBARR O'REILLY (REUTERS)
Uma criança dentro do edifício da escola-refúgio da ONU, bombardeada na madrugada da quarta-feira, 30 de julho.
Uma criança dentro do edifício da escola-refúgio da ONU, bombardeada na madrugada da quarta-feira, 30 de julho.Hatem Moussa (AP)
Civis palestinos feridos no bombardeio da escola da ONU aguardam atendimento no hospital de Beit Lahia, no norte de Gaza.
Civis palestinos feridos no bombardeio da escola da ONU aguardam atendimento no hospital de Beit Lahia, no norte de Gaza.MARCO LONGARI (AFP)
Vários palestinos observam o que restou de uma sala de aula na escola de Yabalia depois do ataque com vários projéteis, em 30 de julho de 2014.
Vários palestinos observam o que restou de uma sala de aula na escola de Yabalia depois do ataque com vários projéteis, em 30 de julho de 2014.MARCO LONGARI (AFP)
Uma criança ferida no ataque à escola da ONU em 30 de julho de 2014, chora enquanto é atendida em um hospital.
Uma criança ferida no ataque à escola da ONU em 30 de julho de 2014, chora enquanto é atendida em um hospital.Khalil Hamra (AP)
Um homem apaga as chamas de um incêndio provocado por um forte bombardeio em Gaza, em 30 de julho de 2014.
Um homem apaga as chamas de um incêndio provocado por um forte bombardeio em Gaza, em 30 de julho de 2014.MOHAMMED ABED (AFP)
Vários palestinos recolhem folhetos jogados por um avião israelense no bairro de Rimal, em Gaza.
Vários palestinos recolhem folhetos jogados por um avião israelense no bairro de Rimal, em Gaza.Hatem Moussa (AP)

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS