Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

México, EUA e Canadá preparam proposta para sediar a Copa de 2026

Presidente da Concacaf confirma proposta da volta da Copa do Mundo à América do Norte após 32 anos

Torcida do México, durante a Copa América jogada nos Estados Unidos.
Torcida do México, durante a Copa América jogada nos Estados Unidos. AFP

A última vez em que a Copa do Mundo de futebol foi disputada na América do Norte foi em 1994. Naquela época, nos Estados Unidos, a seleção brasileira conquistou o quarto título dos cinco que possui. Eram os melhores anos de Dunga, Bebeto e Romário. Ao final deste ano, as confederações do México, Canadá e a norte-americana apresentarão uma candidatura para serem os anfitriões da Copa de 2016. Se for escolhida, será o primeiro torneio internacional de nações a ser jogado em três países diferentes.

O presidente da Concacaf, Victor Montagliani, confirmou ao jornal britânico The Guardian a proposta para sediar a Copa entre os países americanos. “A ideia existe há tempos, as discussões continuam e é uma proposta emocionante se der certo”. A intenção de se fazer uma tríplice aliança contrasta com o fator Donald Trump, que tenta levantar um muro na fronteira com o México e fechou a entrada às pessoas de países, em sua maioria, muçulmanos. “Quando se trata da Copa do Mundo, assim como nas Olimpíadas, qualquer equipe, incluindo torcedores e dirigentes dos países classificados, precisam ter acesso ao país”, disse Gianni Infantino, presidente da FIFA, em março.

“É importante que o futebol e os líderes se ocupem disso [as rígidas políticas migratórias] e as superem”, mencionou Montagliani ao jornalista David Conn e acrescentou “nós só recebemos comentários positivos sobre a proposta e é um sinal claro de que o futebol pode juntar países”.

O processo para receber a Copa de 2026 começará em junho desse ano até dezembro. A FIFA avaliará as sedes no período de janeiro de 2019 a fevereiro de 2020. A decisão final será tomada no congresso em 2020.

Brasileiros comemoram o título da Copa de 1994, nos Estados Unidos.
Brasileiros comemoram o título da Copa de 1994, nos Estados Unidos.

Há um ano, surgiu na imprensa mexicana uma proposta dos dirigentes do futebol local para apresentar uma candidatura única para 2026; mas a proposta se diluiu e surgiu a possibilidade de organizá-la junto com os Estados Unidos e agora com o Canadá. A candidatura da América do Norte é lógica após a aprovação e ampliação de 32 a 48 equipes no maior torneio de seleções. As 80 partidas da competição serão divididas entre os três países.

Se a proposta for escolhida, o México organizará sua terceira Copa do Mundo, as duas anteriores foram em 1970, com a vitória do Brasil de Pelé e Carlos Alberto; e em 1986, com a glória de Diego Armando Maradona com a Argentina. O Canadá sediaria um Mundial apesar de só ter disputado o de 1986.

MAIS INFORMAÇÕES