Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

“Cometi um pequeno erro que fez da minha família uma estrela no Youtube”

O professor do viral da BBC dá a primeira entrevista com o resto da família

“Vi o vídeo como o resto do mundo. É engraçado”, diz Robert Kelly ao The Wall Street Journal em sua primeira entrevista desde que se tornou um fenômeno viral. Os filhos do professor de Ciência Política e Diplomacia da Coreia do Sul entraram em seu escritório enquanto concedia uma entrevista ao vivo à BBC. A gravação que registra o momento deu a volta ao mundo em poucas horas e provocou exaustivas discussões de todo tipo. Agora, o britânico aparece com a família num contexto muito mais tranquilo, diante das câmeras do jornal norte-americano.

Kelly e sua esposa, Kim Jung-A, explicam em sua primeira entrevista as circunstâncias e os infortúnios que resultaram no vídeo que arrasou nas redes sociais. A anedota que protagonizaram ao lado dos dois filhos, Marion e James, eclipsou completamente a destituição da presidenta sul-coreana que o especialista comentava via Skype para a emissora pública britânica em seu apartamento em Busan.

No encontro com o jornalista Alistair Gale, o professor Robert Kelly aparece muito mais descontraído e espontâneo que durante a intervenção na televisão que o tornou famoso. Também admite o que muitos pensavam, que o momento parecia saído de um daqueles filmes do gênero slapstick — de humor físico —: “É como uma comédia de erros”, confessa sobre o vídeo que superou 85 milhões de visualizações na página oficial da BBC no Facebook.

O britânico afirma, novamente por meio do Skype, que sente “uma mistura de surpresa, vergonha e diversão”. A enorme quantidade de reações e menções nas redes sociais o obrigaram a cancelar seus avisos no Twitter e no Facebook e nem sequer se aproximou do YouTube e do Reddit, diz.

Segundo informa o The Wall Street Journal, no momento de fazer a conexão com a BBC Robert Kelly sentou-se diante do computador vestindo camisa e gravata, mas escondia um jeans confortável que não era visível pela câmera. A esposa estava concentrada na sala de estar, gravando a entrevista na televisão com o telefone celular. Então aconteceu o desastre.

Sua filha Marion, de quatro anos, estava feliz porque naquela manhã tinha feito sua festa de aniversário na creche e entrou com um gesto engraçado que se tornou um dos momentos favoritos dos usuários das redes sociais. O irmão de oito meses seguiu a menina pelo corredor com seu andador, porque é algo que costuma fazer, explica o pai na entrevista. Ambos invadiram a conexão ao vivo.

“Cometi um pequeno erro que fez da minha família uma estrela no Youtube”

Kim Jung-A, que muitos tinham certeza de que era a babá, só percebeu o que estava acontecendo quando viu a filha na tela. “Quando ouvi James gritando sabia que estava tudo acabado”, lembra o pai de família.

Um dos gestos mais comentados do professor é aquele em que tenta afastar a filha com o braço sem deixar de olhara para a câmera. Kelly disse que sua verdadeira intenção era dar alguns brinquedos para ele se distrair.

Numa segunda entrevista concedida à própria BBC o casal comenta rindo que ambos temiam que a emissora com a qual colabora não voltasse a chamar Kelly. Eles admitem que ficaram estressados no início com tudo o que aconteceu, mas também entendem que a história de uma família normal tenha divertido os espectadores.

“Cometi um pequeno erro que fez da minha família uma estrela no Youtube”

Marion volta a assumir o controle da situação na entrevista ao ‘Wall Street Journal’.

No fim do vídeo do The Wall Street Journal o britânico fica sozinho na mesma sala onde tudo aconteceu. Dessa vez, mantém a porta fechada com trinco, algo que admite que deveria ter feito naquele dia. Marion grita do outro lado da porta até que consegue que o pai a deixe entrar na sala. “Essa é a minha vida!”, comenta divertido o protagonista do viral do ano com suas pantufas cor de pistache.

MAIS INFORMAÇÕES